De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, a FAO, Mato Grosso registra atualmente um déficit de armazenagem de 64%. O órgão mundial determina uma capacidade de armazenagem superior a 20% da produção. Ou seja, que os grãos sejam 100% comportados em armazéns e que, além disso, haja essa “sobra” de 20%. Não é o caso de Mato Grosso.
 
Atualmente, segundo dados do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), a safra 2016/2017 de soja teve uma produção de 31,3 milhões de toneladas e, a de milho, de 30,5 milhões de toneladas. A título de comparação, em 2000/2001, eram 9,6 milhões de toneladas de soja e 1 milhão de tonelada de milho. 
 
Pensando neste cenário, a Aprosoja realiza no dia 23 de agosto de 2018 a 1ª Feira de Negócios Armazena MT. Mais informações, em breve.