Notícias

Texto
Compartilhar

Ministro do Meio Ambiente se compromete a avaliar situação da Moratória da Soja

Créditos: Ascom Aprosoja

04 de Janeiro de 2019

    O ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, se comprometeu com a diretoria da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja-MT) a buscar o diálogo junto às entidades de classe para definir a questão da Moratória da Soja na Amazônia. Para a Aprosoja, a Moratória é um desrespeito à legislação brasileira e um atentado à soberania.
    O compromisso do ministro foi feito durante audiência no Ministério do Meio Ambiente, na tarde desta quinta-feira, com o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan, o diretor administrativo e o consultor técnico da entidade, Lucas Beber e Wanderlei Dias Guerra, respectivamente, e com o diretor-executivo da Aprosoja Brasil, Fabrício Rosa, e o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Júlio Cézar Busato, nesta quinta-feira, em Brasília. 
    “Entendemos que a Moratória da Soja inibe o produtor de exercer o direito dele de conversão de áreas, além de inúmeros outros problemas que enfrentamos por causa dessa medida que consideramos ilegal. Outra questão que nos preocupa, e repassamos ao ministro, é o risco da Moratória do Cerrado. Ou seja, são duas medidas que impactam diretamente a produção de alimentos em Mato Grosso e no Brasil”, afirmou o presidente.

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Veja Também