Releases

Texto
Compartilhar

Fortalecimento Institucional

Aprosoja recebe Mendes, Fagundes e Taques e cobra fim do Fethab 2

Diretoria da associação também apresentou viabilidade da construção da Ferrogrão

Ascom Aprosoja

29/09/2018

A diretoria da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) recebeu nesta quinta-feira (27) e sexta-feira (28) os três candidatos ao Governo do Estado mais bem colocados segundo pesquisas eleitorais. Mauro Mendes (DEM), Wellington Fagundes (PR) e o atual governador, Pedro Taques (PSDB), estiveram na associação para ouvir demandas do setor. 
 
A principal destas demandas foi a solicitação de que os candidatos façam o compromisso de não prorrogarem o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) 2, que termina legalmente em dezembro deste ano. O pedido da diretoria representa uma solicitação de toda a base de associados da Aprosoja, de mais de 5.500 produtores rurais, que pede o fim da cobrança do fundo. 
 
 
A principal justificativa é que os valores do Fethab 2 não foram aplicados para finalidade que o fundo foi criado. Ou seja, destinados para construção e manutenção de infraestrutura rodoviária de Mato Grosso. Exatamente por isso a Aprosoja chegou a entrar na justiça, em junho deste ano, contra o Governo de Mato Grosso por desvio de finalidade e solicitando também a suspensão da cobrança. De acordo com a Aprosoja, o Fethab 2 arrecadou em torno de R$ 400 milhões só em 2017 e neste ano deve arrecadar valor superior. 
 
“O que nós queremos, agora, é garantir que este fundo não seja renovado, independente de quem assumir o Governo. O fundo se mostrou inviável e é um preço que não podemos mais pagar. Por isso chamamos os candidatos: para que eles façam um compromisso com o setor”, afirma Antonio Galvan. 
 
O atual governador, Pedro Taques, reiterou o compromisso de não renovar o Fethab 2. 
 
Ferrogrão – Também foi apresentado aos candidatos ao Governo de Mato Grosso o projeto de construção da Ferrogrão, ferrovia que ligará Sinop (MT) a Miritituba (PA). A diretoria da Aprosoja irá se reunir em seus Núcleos para discutir e levar a proposta da construção da Ferrogrão. 
 
“Com a Ferrogrão pode haver uma possível valorização de imóveis, com certeza uma redução substancial do frete e uma agregação de valor no produto ou chegando mais barato aos centros consumidores”, explica Galvan. 
O projeto da Ferrogrão foi apresentado aos candidatos porque haverá necessidade que o mesmo participe na arrecadação para construção da mesma. Também foi demonstrado aos mesmos que o Estado tem a ganhar com a construção da ferrovia (mais emprego, mais arrecadação, menor custo de mercadorias que podem retornar, como combustíveis, etc).
 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Veja Também