Releases

Texto
Compartilhar

Pesquisa e Gestão

Oficinas ensinam como realizar trabalho em altura e em espaços confinados

Treinamentos começaram na segunda (28) e serão realizados pelo programa Soja Plus em 13 municípios mato-grossenses

Rafael Vinícius

29/08/2017

Que cuidados o trabalho em altura demanda na área rural? O trabalho em espaços confinados requer atenção extra? As respostas para essas perguntas são o foco central de uma série de oficinas realizadas pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) a partir desta semana por todo o estado.

Ao todo, 13 municípios vão receber os treinamentos de orientação para o trabalho em espaço confinado e em altura, que fazem parte do planejamento do programa Soja Plus neste semestre. O objetivo é disseminar a agricultores e trabalhadores rurais as exigências da legislação trabalhista para as duas situações. Os cursos começaram em Sinop nesta segunda (28) e seguem até 22 de setembro.

A Norma Reguladora 33 (NR-33) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) define as regras do trabalho em espaços confinados, e a Norma Regulamentadora 35 (NR-35) trata do trabalho em altura. As duas legislações estabelecem requisitos mínimos e medidas de proteção que devem ser seguidas por quem trabalha nessas duas condições. As normas explicitam também o planejamento, a organização e a execução que devem ser seguidas, sempre visando garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente na atividade.

Além de aprenderem as exigências de cada normativa, os participantes das oficinas farão atividades práticas para se tornarem aptos a avaliar riscos, tomar medidas de controle e a usar adequadamente equipamento de proteção individual (EPI).

Para o Ministério do Trabalho, trabalho em altura consiste em toda atividade executada acima de dois metros do nível inferior, onde haja risco de queda. Já o conceito de espaço confinado é o de qualquer ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que tenha meios limitados de entrada e saída, e onde a ventilação é insuficiente.

“Nas fazendas temos diversos espaços confinados, como silo, secador e moega, por exemplo. Por isso, temos que nos aprofundar sobre as normas regulamentadoras para dar a orientação correta”, explica Cristiane Sassagima, gerente da comissão de Pesquisa e Gestão de Propriedades da Aprosoja.

O programa Soja Plus é um programa de melhoria contínua oferecido sem qualquer custo para os associados da Aprosoja em Mato Grosso. É desenvolvido em parceria entre Aprosoja e Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove), Instituto Algodão Social (IAS) e Senar-MT. Na prática, consiste na orientação de proprietários rurais sobre as legislações trabalhista, ambiental e fundiária. Seu mais importante braço é a capacitação dos agricultores e de trabalhadores rurais, feita gratuitamente pela Aprosoja e Senar-MT.

Saiba mais sobre o Soja Plus neste link.

 

OFICINAS ESPAÇO CONFINADO E TRABALHO EM ALTURA

28/08 – Sinop – Sindicato Rural – 7h30

29/08 – Diamantino – Fazenda Zonta - 7h30

30/08 – Nova Mutum – Fazenda Brancalione – 7h30

31/08 – Lucas do Rio Verde – Sindicato Rural – 7h30

01/09 – Sorriso – Sindicato Rural – 7h30

04/09 – Tangará da Serra – Sindicato Rural – 7h30

05/09 – Sapezal – Sindicato Rural – 7h30

13/09 – Primavera do Leste – Sindicato Rural – 7h30

14/09 – Jaciara – Sindicato Rural – 7h30

19/09 – Água Boa – Sindicato Rural – 7h30

20/09 – Querência – Sindicato Rural – 7h30

21/09 – Itiquira – Fazenda Argemira – 7h30

22/09 – Alto Garças – Sindicato Rural – 7h30

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Veja Também