Releases

Texto
Compartilhar

Fortalecimento Institucional

Armazenagem também é destaque no Circuito Aprosoja

Na Região Norte, o “Armazém para Todos” foi o assunto mais debatido pelos produtores rurais

04/08/2021

“Eu sempre digo, venda a colheitadeira, construa um armazém, pague para o vizinho colher para você que no ano que vem você vai ter lucro e pode comprar a colheitadeira de novo”. Esse é o argumento que o produtor rural de Ipiranga do Norte e Presidente do Sindicato, Loinir Gatto, utiliza para convencer os amigos a investirem em armazenagem. O tema também é destaque durante o 15º Circuito Aprosoja, que nesta semana passa pela Região Norte de Mato Grosso.

A campanha Armazém Para Todos é apresentada em vídeo institucional e na apresentação de balanço das ações do semestre realizada pelo presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Fernando Cadore. Além disso, são disponibilizados dois totens para realizar simulação de viabilidade economia para construção dos silos.

A associada ao núcleo de Ipiranga do Norte, Alexandra Cossul, que produz em mil e duzentos hectares, já planeja investir em armazenagem. “Às vezes perdemos um dia bom de colheita porque os caminhões ficam parados na fila para descarregar. Agora podemos analisar a viabilidade para investir em um armazém”, pontuou.

Já em Tapurah, o vice-presidente Norte, Elso José Tirloni, explicou que a construção de armazém, faz com que o produtor possa ter mais condições de vender em um momento mais oportuno. “É o que traz autonomia para o produtor rural, com isso podemos vender por um preço melhor”, ressaltou.

O projeto defendido pela entidade enfatiza que o pequeno e médio produtor têm o direito e viabilidade para construir o seu próprio silo. “A produção de grãos no Estado aumentou em mais de 43 milhões de toneladas nos últimos dez anos, mas a capacidade para armazenar os grãos não acompanhou esse aumento. A capacidade estática de armazenagem evoluiu somente 11,8 milhões de toneladas, neste mesmo período”, lembrou Cadore.

Segundo dados do Instituto de Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA), Mato Grosso precisa ampliar a sua capacidade estática para 125 milhões de toneladas até 2030. Para alcançar a meta, precisaria ter uma taxa de crescimento anual da capacidade de armazenagem na ordem de 22,9%.

“Hoje já está mais do que provado que ter um armazém dentro da propriedade é viável e traz benefícios para o produtor. O IMEA ajudou a elaborar esse projeto e acredita que essa temática é importante”, relata o superintendente do IMEA, Daniel Latorraca, que acompanha o Circuito na Região Norte.

Quem já possui armazém atesta a importância da construção dos silos. O produtor Loinir Gatto fez o investimento na sua propriedade e já está vendo a produção de grãos rendendo e gerando mais lucros. “É totalmente viável”, finalizou.

15º Circuito – O Circuito Aprosoja de 2021 já passou por Cláudia, Sinop, Feliz Natal, Sorriso, Ipiranga do Norte e Tapurah. E ainda vai percorrer os núcleos de Porto dos Gaúchos, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

 

Fonte: Augusto Camacho

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Veja Também