Dicas de Segurança

Texto
Compartilhar

Dicas de Segurança

 

A Aprosoja reuniu uma série de dicas e orientações para seus associados tornarem suas propriedades rurais mais seguras. Confira as recomendações e proteja-se!

 

Invista em cercas e guaritas

A instalação de cercas na propriedade pode dificultar o acesso de pessoas estranhas. Já as guaritas ajudam no controle da entrada e saída de pessoas, veículos e cargas.

 

Defina regras de acesso

O ideal é cadastrar a entrada de funcionários, visitantes, prestadores de serviço e outras pessoas, levantando informações pessoais e de contato, e fotos. No caso dos funcionários, recomenda-se que possuam crachá com foto.

 

Conheça a comunidade local

Observe os arredores e perceba quais são os padrões de comportamento e de movimentação das pessoas próximas da fazenda. Fique atento a situações suspeitas, compartilhando com a vizinhança.

 

Crie o seu sistema de comunicação

Pode ser por rádio de longa ou curta distância ou mesmo por celular: invista em um sistema de comunicação para que de qualquer ponto da propriedade seja possível passar um sinal de alerta aos responsáveis pela segurança ou mesmo à polícia.

 

Monitore as vias de acesso

Identifique as principais vias de acesso a sua propriedade e instale pontos de monitoramento para acompanhar, registrar e comunicar movimentações suspeitas. Evite ter vias que acessam a sede da propriedade bloqueando carreadores que interligam outras propriedades.

 

Elabore um plano de emergência

Combine com todos os funcionários um plano de ação em caso de furto ou roubo, definindo palavras-código e ações específicas a serem tomadas nestas situações. É importante que toda a equipe da fazenda conheça os números de emergência e tenha acesso fácil a rádio e telefone.

 

Criação da guarda comunitária rural

Uma boa ideia é criar um sistema de vigilância entre as propriedades vizinhas para garantir a troca de informações nos casos de movimentações suspeitas. Busque criar um procedimento de comunicação rotineiro para que seja possível identificar a mudança de comportamento, e, com isso, alertar as autoridades. Crie entre as sedes vizinhas uma rede de comunicação em que de meia em meia hora os responsáveis pela segurança se comuniquem com um código indicando que está tudo certo, e com outro para situações de emergência. Este procedimento deve ser adotado principalmente no período noturno.

 

Como construir os depósitos

Os depósitos devem ser construídos com estrutura de alvenaria, com pé direito alto (4 metros) e sem janelas. A ventilação pode ser feita por meio de fileiras de tijolos vazados, próximo ao teto e ao piso (50 cm acima da altura do piso) e com exaustores no teto. As trancas devem ser do modelo de 4 pontos chumbado nas paredes.

 

Use e movimente somente o necessário

Abra e movimente o depósito somente o necessário, de preferência de forma programada e por uma pessoa de confiança. Evite deixar as chaves na propriedade e busque movimentar as cargas próximo à data de uso, mantendo volumes mínimos nas fazendas.

 

Controle seu estoque

Anote e registre todos os produtos armazenados e seus lotes, para que possam ser rastreados caso sejam furtados. Registre entrada, saída e uso das cargas.

 

Faça sigilo sobre as cargas

Quanto menos pessoas souberem sobre os produtos armazenados e seus valores, menores os riscos de a informação chegar aos bandidos.

 

Importante!

No caso de alguma movimentação suspeita, entre em contato pelo Whatsapp ou envie um SMS para (65) 9 9811-2033.